Codename Panzers - Cold War

Imagens:






Descrição:
RTS já é um gênero muito bem estabelecido, com milhares – milhões? – de fãs através de todo o mundo. Como todo gênero de sucesso, são inúmeros os títulos lançados que capitalizam nessa proposta, embora poucos sejam inovadores – ou
possuam qualidade – suficiente para marcar a indústria de forma expressiva.
A franquia Codename Panzers é uma destas histórias de sucesso. Baseada inicialmente no cenário da Segunda Guerra Mundial, desta vez a trama evolui para o conflito histórico subsequente, a Guerra Fria. Embora na realidade os
conflitos armados não se dessem de forma direta entre as forças ocidentais e os soviéticos, nesta realidade alternativa a temperatura sobe consideravelmente – e a quebradeira rola solta.
Um RTS diferenciado
A primeira grande diferença de Codename Panzers: Cold War é o motor gráfico do jogo – a famosa engine – que foi desenvolvida especialmente para o título. Com uma grande ênfase em realismo, o resultado é uma grande precisão na hora da
renderização dos objetos e animações. Tanques derrubam objetos em seu caminho, que por sua vez podem atingir outras construções e danificá-las.
Falando em construções, o game também permite uma percepção do dano infligido às unidades em cada direção – ou seja, um tanque pode ser atingido por trás e perderá armadura naquele setor, enquanto a frente ainda estará em boas
condições. O mesmo vale para casas, bunkers e os diversos veículos encontrados através do mapa – que podem ser utilizados a qualquer momento por qualquer lado que os encontre.
Além disso, a grande aposta é a variedade tática e estratégica. O sistema de recursos do jogo é um tanto quanto diferente do resto do gênero. Existem dois sistemas apenas, um de pontos de prestígio – que são utilizados para comprar
tudo, de unidades a equipamentos para as mesmas, passando por bombardeios aéreos e missões de reconhecimento – e um que limita a quantidade de unidades que você pode possuir em determinado momento.
Ganha-se pontos de prestígio ao derrotar tropas inimigas, conquistar pontos estratégicos do mapa – que são, por sinal, extremamente importantes, pois eles permitem recrutar tropas específicas, dependendo do tipo de construção – e
completar objetivos. Falando em objetivos, a campanha que testamos possuía dois
principais e um opcional, além de dois secretos – que devido ao curto tempo que possuíamos para teste não descobrimos quais eram, se é que estão disponíveis na versão. Isto, é claro, além da condicional de determinadas unidades especiais
deverem sobreviver.
No geral, Cold War promete ser um grande game. Sua imensa variedade e adaptabilidade ao estilo de jogo de cada um podem render um grau de desafio
excelente. No entanto, para que isso aconteça é necessário que os desenvolvedores otimizem bastante o jogo, e consertem alguns probleminhas com relação ao movimento das tropas.
Ah, e antes que esqueçamos: permitam que uma mesma unidade esteja presente em dois grupos diferentes. Atualmente ao colocá-la no grupo 1, se ela já pertencer ao grupo 2 ela será removida deste último. Para um jogo com tantas customizações possíveis nas tropas, isto é bastante incômodo.
Informações:
Nome: Codename Panzers: Cold War
Estilo: Estratégia
Fabricante: Stormregion, Ltd.
Lançamento: 29/03/2009
Idioma: Multi
Sistema Operacional: Windows XP/Vista
Tamanho: 3.83 GB
Tipo: .Iso
Configurações Minimas:
Recommended system requirements:
Processor: Intel Core 2 Duo / Athlon X2 2.2 GHz
RAM: 2 GB
Video card: GeForce 8800GTS / Radeon HD3870 256MB
Minimum system requirements:
CPU: Pentium 4 / AthlonXP 3.0 GHz
RAM: 1 GB
Video card: GeForce 6600GT / Radeon X1700 PRO
Free hard disk space: 5GB

Links Para Download:
Em Partes de 800 MB no Megaupload, 2shared e Gigasize
5 Partes megaupload
Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4
Parte 5
5 Partes gigasize
Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4
Parte 5
5 Partes 2shared
Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4
Parte 5
5 PARTES MEGAUPLOAD
Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4
Parte 5

StumbleDiggTechnoratiRedditDelicious

Comentários